04/09/2015
Guia de viagem Buenos Aires
Por | Em: Viagem

Uma das coisas que eu mais gosto de fazer quando vou planejar uma viagem é ler as experiências de outros blogueiros. Pensando nisso, vim compartilhar com vocês as minhas experiências e dicas de viagem sobre Buenos Aires.
Eu queria fazer essa viagem para a Argentina desde 2013, mas ela só rolou agora em 2015 (êêê!). Mas até o sonho virar realidade, eu tive diversas dúvidas e espero hoje poder ajudar você que está pensando em ir para a terra dos hermanos.

PASSAGENS E COMPANHIA ÁREA:

como foi voar com turkish airlines

Definitivamente uma das coisas que mais doem no nosso bolso na hora de planejar uma viagem é o preço das passagens de avião. Eu pesquisei por meses, todos os dias até achar um preço que fosse bom para o meu bolso. E acreditem, funcionou! Comprei Ida e Volta já incluindo as taxas por R$617,00!
O site que proporcionou esse preço ótimo foi o www.submarinoviagens.com.br
Lá vocês encontram preços ótimos e promoções relâmpagos maravilhosas. Mas vale lembrar que se você quer realmente pagar barato tem que ter disponibilidade na sua agenda para viajar. Eu queria ir em setembro, mas pelo preço que informei vocês acima só tinha em junho, isso mesmo: nesse caso, o mês das férias estava mais em conta do que um mês de baixa temporada.  Comprei as passagens em Março e embarquei em Junho.

COMO É VIAJAR COM A TURKISH AIRLINES?

como é a turkish airlines

Depois de comprar as benditas passagens bateu aquela preocupação: eu nunca tinha ouvido falar da companhia aérea Turkish Airlines. Ninguém que eu conhecia já havia viajado com eles. A única pessoa que falou por cima como foi viajar com eles foi uma blogueira.
Então fui na cara e na coragem haha e posso afirmar: foi uma das melhores experiências que eu já tive!
As aeromoças não falam português, mas o inglês sempre resolve tudo,  não é mesmo?! A comida era ótima, ganhamos travesseiros, uma cobertinha e fones de ouvido. Os filmes eram super recentes!(isso conta muito quando se vai passar muitas horas em um avião!) Sem contar que eles foram MEGA pontuais, tanto na ida quanto na volta. Super recomendo mesmo.

HOSPEDAGEM:

IMG_20150602_235529005

Depois de comprar as passagens o próximo passo é decidir onde você vai ficar hospedado.
Como foi uma viagem com amigos, e eu não pretendia meeesmo perder tempo ficando em quarto de hotel, optei por um lugar bacana e que não fosse tão caro: um hostel.
Todos ficamos no mesmo quarto, tinhamos café da manhã e serviço de quarto inclusos. Lá tinha balada, eles vendiam os passeios, emprestaram o telefone sem cobrar nada da gente e eram super gente boa!
O lado ruim é que o quarto não tinha um guarda-roupa e nem TV, e eu como futura publicitária estava doida para ver como era a programação e a forma como eles faziam publicidade por lá. Mas tudo bem né?! Me contentei com os anúncios mega criativos do metrô haha.
Ficamos no www.milhousehostel.com Avenue, e gente, ali é o melhor lugar para se hospedar! A localização era PERFEITA: do lado do metrô, supermercado, farmácia e pizzaria.
Descendo umas 6 quadras você encontrava a Casa Rosada e na rua de baixo já estávamos em Puerto Madero. Se você não tiver preguiça de andar também consegue chegar no Obelisco a pé.
Houve várias vezes em que saíamos de táxi ou metrô e na hora de voltar para casa percebíamos que já estávamos pertinho do Hostel, Juro!
Pagamos em torno de R$700,00 pela hospedagem e ficamos 6 noites. No sétimo dia saímos do quarto às 11:00 mas nosso voo só era às 18:00, e o pessoal do hostel foram super bacanas e deixaram a gente guardar as nossas bagagens lá enquanto curtíamos as ultimas horinhas da viagem. Não disse que eles eram legais?!
Ah! Só descobrimos no último dia de viagem que poderíamos comprar alimentos fora e utilizar a cozinha deles. Então se forem para o Milhouse e quiser economizar ainda mais, tem mais essa opção.

DINHEIRO:

REservas-Banco-Central1

Na argentina eles usam o peso, que está super desvalorizado em relação ao real (pelo menos até a data de publicação deste post). Comprávamos um peso por mais ou menos 33 centavos, ou seja 1 real = + ou – 3 pesos argentinos.
Troquei alguns poucos reais antes de viajar, para o táxi e comer alguma coisa quando chegasse e fui trocando aos poucos ao longo da viagem.
Essa é uma dica super válida: nunca troque todo o seu dinheiro de uma vez. Troque aos poucos e informe a pessoa que você voltará no dia seguinte para trocar mais, assim a chance de você receber alguma nota falsa é menor.

Eu troquei no seguinte endereço: Calle Florida 656 – PB Oficina 7. Lá parece a entrada de hotel e foi super seguro trocar o dinheiro ali.
A mulher que nos atendeu, se não me engano se chamava Katy, era super paciente, deixava conferir todas as notas numa maquina que mostra se as notas são falsas ou não (e é verdade porque eu conferi as notas que eu levei do Brasil, tanto o real quanto o peso, e todas ficaram coloridas na máquina, provando que não era nenhum truque, caso as notas que ela passasse fossem falsas). E eu ia lá quase todos os dias e trocava um pouco. Também disse que ficaria 2 dias a mais do que eu realmente iria ficar, para não correr o risco de pegar nota falsa no último dia de viagem. Mas tudo deu certo e eu não tive nenhum problema trocando com ela.
Se você não quer se arriscar, o mais seguro é você trocar o seu dinheiro no Brasil, mesmo que perca um pouco de dinheiro pela cotação.

PASSEIOS:

passeios buenos aires

Depois de toda essa parte mais ”chata” é hora de finalmente curtir a viagem! Mas não podemos deixar de nos preocupar.
Como eu fui sem agência, minha viagem ficou infinitamente mais barata, inclusive no quesito passeios.
Primeiro que andar em Buenos Aires é super tranquilo para quem já está acostumado com o ritmo de São Paulo. Então quase todos os lugares que nós queríamos conhecer, nós íamos sozinhos. Compramos apenas 2 passeios na agência Gasparotto, que fica em uma galeria bem de frente com a saída do metrô Florida (vocês vão reconhecer pelo o banner da marca, que tem uma foto da Niina Secrets haha).
Faça um jogo duro! Fizemos o orçamento lá, e mesmo gostando bastante fomos conhecer outras agências, conseguimos um preço muito melhor e voltamos só 2 dias depois na Gasparotto para tentar o desconto, porque lá parecia muito mais sério e seguro. Claro que o gerente abaixou o preço e por 870 pesos (+ ou – R$150,00) fizemos o city tour com transporte incluso e fomos ao show de tango com bebida a vontade, transporte ida e volta, foto e dvd do show, e de quebra uma aula de tango com certificado, TUDO INCLUSO. O preço inicial do tango era 870 pesos, então fazendo esse ”charme” o city tour saiu de praticamente graça.

PASSEIOS QUE EU FIZ:

City Tour:

caminito buenos aires

Obrigatório. Tem que fazer, gente. Foi uma das horas que senti realmente que estava em outro País.
Aprender sobre a cultura e história do lugar que você está conhecendo é ótimo e pode te ajudar no futuro.
Conheci os principais bairros de Buenos Aires, O estádio do Boca Juniors e o Caminito com parada de 15 minutos em cada para tirar fotos e fazer compras (exceto o Caminito que foram 45 minutos).

Show de Tango:

madero tango buenos aires

Fomos no Madero Tango e foi uma das coisas mais legais que já fiz na vida! O Show foi INCRÍVEL e mega divertido, a comida é maravilhosa e os professores de tango são super legais.
Dica valiosa: Infelizmente na Argentina um atendimento bom depende da ”propina” (gorjeta). Diferente do Brasil, eles costumam receber a gorjeta antes do serviço. Testei os dois: Demos uma gorjeta bem gordinha no Madero e o garçom virou nosso amigo do peito, trouxe várias coisas que nem estavam inclusas no nosso pacote, repetimos sobremesa, e toda hora ele vinha perguntar se queríamos algo, trazia gelo e tudo mais.
Em um restaurante não demos no início e simplesmente ”jogaram” o prato na mesa. Quando entregamos a gorjeta ao sair, o atendente ficou todo sem graça.

ZOO DE LUJAN:

zoologico-de-lujan

Eu fiz dois posts detalhados sobre o zoo que você pode ler  AQUI e AQUI.
Mas posso adiantar que foi uma experiencia única.

Também conheci vários pontos turísticos de Buenos Aires sozinha. Em breve faço post aqui para vocês!

TRANSPORTE:

transporte em buenos aires

Como disse, para quem é acostumado com São Paulo, Buenos Aires é super tranquilo para se locomover (e é bem mais seguro que São Paulo!)
Testei TUDO, gente! haha
Ônibus: Lá os pontos têm lugar certo para parar. Não é como Sampa onde a maioria dos ônibus param em todos os pontos.
Você precisa ter moedas ou o cartão do metrô que na verdade serve pra todos os transportes públicos.
Ah! também não é como no Brasil que a passagem tem um preço fixo. Lá você paga por distância percorrida, quanto mais longe, mais caro. Mas não se assuste! Fui de Buenos Aires à Luján, que é bem distante por sinal, e pagamos mais ou menos 40 pesos ida e volta.
Metrô: São bem acabadinhos comparado com os de SP, mas vale muito a pena! Você consegue ir para os lugares mais legais da cidade com o Metrô.
Se você for viajar com outras pessoas, um único cartão basta. Não precisa cada um comprar um cartão, só coloque créditos suficientes para todos.
Táxi: É bem baratinho mas ainda sim prefiro o Metrô. Nos primeiros dias andei de táxi porque não tinha noção de quão bem localizado era o meu hostel e nos outros dias preferi ir de Metrô para os lugares mais distantes.

IMG_20150603_162019983

Espero que tenham gostado das dicas, e já adianto que ainda vou gravar um vídeo falando sobre alimentação, chip de celular e outras possíveis dúvidas. Não coloquei tudo aqui porque ficaria (ainda mais) enorme o post.
Você também pode conferir um pouquinho do que rolou na minha viagem através dos posts e vídeos abaixo:

http://karinasouza.com/buenos-aires-aeroporto-chegada-calle-florida-e-mais/

http://karinasouza.com/look-no-obelisco-argentina/

http://karinasouza.com/look-na-casa-rosada/

http://karinasouza.com/city-tour-buenos-aires/

http://karinasouza.com/vlog-buenos-aires-puerto-madero/

 

IMG_20150608_181003213

 


    Gravatar Sabrina Ziebert
    7 setembro 2015

    Oi Karina, tudo bem? Nos conhecemos na Beauty Fair no domingo! Já me inscrevi no seu blog pra seguir sempre! Quer conhecer o meu? Seja bem vinda!! Vamos nos ajudar! http://www.sabrinaziebert.com


    Gravatar Débora
    10 setembro 2015

    Ola Karina! Amei o blog, parabéns pelo seu trabalho. Beijos!

    Karina Reply:

    Oi Débora!
    Fico muito feliz em saber que está gostando ♥


    Gravatar Jéssica
    20 setembro 2015

    Adorei o post. Como te falei, sou louca pra conhecer Buenos Aires e posts como esse me fazem ter mais vontade ainda de ir… Você conseguiu ótimos preços ein?! Meu medo era o hostel, mas pelos seus vlogs que vi e pelo seu post foi tranquilo ne? Adorei!!! ♥

    Karina Reply:

    Oi Jé!
    Então, foi MEGA tranquilo, mas como falei no post, fechei o quarto só com os meus amigos, mas se você for sozinha e for fechar com desconhecidos, creio que não terá problema.
    Leva um cadeado para o seu armário e não terá problemas rs
    Consegui mesmo, amiga! Só pesquisar bastante que você consegue preços em conta também.


    Gravatar Taís (sem H)
    22 setembro 2015

    Caraca, Ka 😀 que massa! A cada parágrafo eu fiquei mais doida ainda pra viajar pra lá :3 eu já tinha uma vontadezinha de ir para lá, MAS AGORA EU QUERO MUITO IR. MESMO! Boa sacada a sua, de ir sem agência, ficar num hostel bem localizado ~mesmo sem tv, eu como futura publicitária também, iria surtar, rs~ e trocar dinheiro aos pouquinhos dizendo que ficaria tempo a mais! Dicas todas anotadas 😀 gostei muito do post, sério! :*

    http://www.eternatpm.com.br


Deixar um comentário